15 de ago de 2015

MINHA CASA MINHA VIDA.


Dilma: criança pobre tem
que ter chance de criança rica

A raiz da desigualdade social começa cedo.

Presidente Dilma foi homenageada em Juazeiro (BA) (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)



A presidenta Dilma Rousseff participou da cerimônia de entrega de 1.480 unidades habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida nesta sexta-feira (14), em Juazeiro, na Bahia. Em seu discurso, Dilma ressaltou a importância de oferecer condições para que as crianças pobres se desenvolvam.

“O Estado tem que garantir que a criança que venha da classe popular tenha a mesma oportunidade que a de uma família rica”, disse a presidenta, que destacou a necessidade da criação de creches, especialmente para crianças de até 5 anos. Dilma ponderou que é nessa idade que as crianças desenvolvem as capacidades que vão marcar toda a vida adulta.

O Governador da Bahia, Rui Costa (PT), informou que a prefeitura de Salvador, de ACM Neto (DEM), não construiu nenhuma das 200 creches que lhe foram oferecidas. Porque, segundo Rui Costa, certos prefeitos preferem asfaltar rua: asfaltar e só voltar lá na próxima eleição. Creche exige luz, água, merenda e salário de professor.

O prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho (PC do B), por sua vez, assegurou a continuidade de investimento nas creches: “Juazeiro já construiu 14 creches e vai construir mais cinco”.

No evento, Dilma confirmou o lançamento da próxima etapa do Minha Casa Minha Vida. “Vamos lançar o Minha Casa Minha Vida 3 no dia 10 de setembro. Isso significa mais 3 milhões de casas”, prometeu. Até 2018, o programa terá dado um lar a 28 milhões de brasileiros.

A presidenta também tratou da situação do rio São Francisco, que já jorra. “Temos que olhar para o São Francisco. A primeira coisa que temos que fazer é recuperar as margens do rio”, declarou. Daqui a duas semanas Dilma volta à região para inaugurar os primeiros 49km do canal do São Francisco.

A presidenta contou que construiu um milhão de cisternas para enfrentar a pior seca da história do semi-árido: “e ninguém ouve falar em invasão de supermercado”, ponderou.

Dilma também deixou uma mensagem de otimismo, e garantiu que o país vai superar a crise. “O Brasil, podem ter certeza, vai voltar a crescer e vai reduzir a inflação”, disse a presidenta.

A primeira etapa do Residencial Juazeiro, entregue hoje, beneficiará mais de 6 mil pessoas e contou com investimentos de R$ 88,8 milhões. A obra gerou cerca de 1.200 empregos diretos e, destes, 90% são ocupados por mão de obra local.


João de Andrade Neto, editor do Conversa Afiada, com informações do Blog do Planalto


Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Voltar para o topo