17 de nov de 2015

ESTA MATÉRIA,O BLOG SEM ATITUDE NÃO MOSTRA NÉ????

Pimenta desmascara farsa dos golpistas para esconder fracasso das manifestações e culpar PT e MST; confira montagens e vídeo



2 - Sem titulo 1 - 20151116033533

PIMENTA DESMONTA FARSA DE GOLPISTAS QUE ATRIBUÍRAM AO GOVERNO E AO PT O FRACASSO DE SUAS MANIFESTAÇÕES NO DIA 15/11
da assessoria de imprensa do deputado Paulo Pimenta, via e-mail 
O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) desmontou mais uma farsa dos grupos que estão acampados em frente ao Congresso Nacional pregando um golpe à Constituição e defendendo a intervenção militar. Em um vídeo, publicado nesta segunda-feira (16), Pimenta derrubou a armação dos “movimentos golpistas” que espalharam mentiras na tentativa de atribuir ao Governo e ao Partido dos Trabalhadores o fracasso de suas manifestações, em Brasília, ocorrida ontem (15/11).
Em uma postagem, um dos grupos dizia que o PT impediu a chegada de mais de 300 ônibus que seguiam rumo a Brasília. No entanto, o deputado Pimenta demonstrou que a foto utilizada, na verdade, tratava-se de uma imagem veiculada em uma notícia do jornal O Globo sobre o controle de acesso “a ônibus e vans piratas no município de Angra, no Rio de Janeiro”.
Em outra postagem, o mesmo grupo publicou uma foto alegando que o “MST estava bloqueando as estradas para impedir que caminhoneiros e ônibus que estão chegando a Brasília sigam em frente”.  A foto, como denunciou Pimenta, era de uma matéria trazida pelo jornal Tribuna do Norte, no ano de 2014, sobre manifestações do MST em estradas do Rio Grande do Norte.
“É impressionante a capacidade de mentira dessa gente. Em vez de assumirem o fiasco de suas manifestações, prefiram mentir para o Brasil e achar um culpado para o fracasso de seus atos. Não ocorreu nenhum grande ato em prol do impeachment. O que teve aqui foi um ato absolutamente ridículo de pessoas de extrema direita que querem rasgar a Constituição”, rebateu Pimenta, desmascarando as postagens mentirosas.
O VIOMUNDO »

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Voltar para o topo